sábado, 27 de junho de 2009


Quis saber quem sou
O que faço aqui
Quem me abandonou
De quem me esqueci
Perguntei por mim
Quis saber de nós
Mas o mar
Não me traz
Tua voz.
Em silêncio, amor
Em tristeza e fim
Eu te sinto, em flor
Eu te sofro, em mim
Eu te lembro, assim
Partir é morrer
Como amar
É ganhar
E perder.
Tu viste em flor
Eu te desfolhei
Tu te deste em amor
Eu nada te dei
Em teu corpo, amor
Eu adormeci
Morri nele
E ao morrer
Renasci.
E depois do amor
E depois de nós
O dizer adeus
O ficarmos sós
Teu lugar a mais
Tua ausência em mim
Tua paz
Que perdi
Minha dor
Que aprendi.
De novo vieste em flor
Te desfolhei...
E depois do amor
E depois de nós
O adeus
O ficarmos sós.

letra de paulo de carvalho

4 comentários:

Alvarino! disse...

Profundo...
Bonito post, foto e texto!
Inspiração holística;

Anónimo disse...

Já ouvi esta letra ser interpretada por vários músicos, alguns deles que não ficam assim tão atrás do Paulo de Carvalho. Mas na verdade quando o poema é bonito tudo o resto é acessório... E este é um dos:)

Feito acompanhar pela magnifica foto.... Fantástico;)

Bjos

Catarina (agora a lisboeta)

Anónimo disse...

Grande abraço meu amigo!!!

Daniel Silva (Lobinho) disse...

outra foto deliciosa